Mídia social e autoestima

Essas estatísticas não são surpreendentes, visto que a mídia social pode ser uma grande fonte de informação, inspiração e conexão. Mas a pesquisa sugere que há desvantagens nessas plataformas online populares. Na verdade, um número crescente de evidências sugere que quanto mais tempo as pessoas passam nas redes sociais, pior elas se sentem sobre si mesmas.

10 maneiras de seu smartphone ajudar você a perder peso

Mas porque? Acontece que as pessoas estão usando a mídia social para mais do que apenas socializar. Eles também estão usando-o para fazer comparações entre eles e os outros, o que, em alguns casos, está causando estragos em sua autoestima.

A mídia social, conexão de autoestima

De acordo com um estudo publicado em Psychology of Popular Media Culture , os participantes usam a mídia social para fazer o que eles chamam de "comparações sociais ascendentes" - eles se comparam a outros que percebem ser melhor. O resultado? Eles acabam se sentindo pior sobre si mesmos.

Vários estudos sugerem que os usuários de mídia social estão comparando sua aparência com os outros também. Uma pesquisa da Florida House Experience, uma instituição de tratamento de saúde mental e dependência química, revela que as opiniões das mulheres sobre seus corpos são mais influenciadas pelas redes sociais do que pela TV, pelos filmes e até por seus entes queridos.

Infelizmente, isso está deixando muitas mulheres insatisfeitas. Uma pesquisa da Universidade de York em Toronto sugere que as jovens se sentiam pior com sua própria aparência depois de ver as páginas de mídia social de alguém que consideravam mais atraente do que elas.

O "efeito rolo de destaque"

Uma das descobertas mais interessantes de uma pesquisa recente sobre plataformas sociais e auto-estima é que os usuários relatam que se sentem pior quando se comparam a colegas distantes - aqueles aos quais estão conectados online mas têm pouca ou nenhuma interação com fora do túnel de mídia social.

Os pesquisadores atribuem isso ao que foi considerado o "efeito carretel de destaque". A mídia social, dizem eles, permite que os usuários compartilhem apenas os melhores aspectos de suas vidas. E, ao contrário da família e amigos próximos, com quem os usuários interagem fora do mundo online, colegas distantes podem esconder os aspectos negativos ou imperfeitos de suas vidas e escolher o que compartilhar - imagens perfeitas de belas férias, corpos tonificados, roupas elegantes, inúmeros amigos, etc.

Esta teoria é apoiada pelo estudo da Universidade de York, que revelou que, embora rolar por imagens de celebridades e colegas distantes fizesse os usuários se sentirem negativamente sobre si mesmos, rolar por feeds de membros da família não o fazia. Considerando que os usuários provavelmente estão próximos o suficiente de membros da família para ter uma visão mais ampla do que veem nas redes sociais, isso faz sentido.

O teste de estresse: quanto é demais?

The Takeaway

Antes de fechar todas as suas contas de mídia social, saiba disso: nem tudo é desgraça e tristeza. O modo como você usa a mídia social pode ter um impacto considerável em sua experiência. Aqui estão algumas dicas para garantir que sua experiência seja positiva:

1. Escolha seus amigos e seguidores com sabedoria.

Seguindo apenas amigos próximos e familiares, você manterá o elemento de conexão social sem ser vítima do efeito rolo de destaque. E se você decidir seguir conhecidos distantes ou celebridades, lembre-se de que o que eles estão compartilhando online é apenas uma pequena parte da imagem maior da vida real.

2. Seja exigente com relatos inspiradores.

Em um estudo da University of West England, Bristol, 160 alunas viram imagens #fitspo (fotos de pessoas atraentes se exercitando) e citações de autocompaixão ( como "Você é perfeito do jeito que é"), ou uma mistura de ambos, de contas reais no Instagram. Aqueles que viram apenas imagens #fitspo pontuaram menos em autocompaixão; aquelas que viram as citações compassivas foram mais legais consigo mesmas e se sentiram melhor com seus corpos.

Outro estudo com 195 mulheres jovens que viram conteúdo positivo para o corpo, fotos mostrando mulheres magras em biquínis ou roupas de ginástica imagens neutras da natureza, as mulheres que veem o conteúdo corporal positivo relataram que se sentem mais satisfeitas com seus próprios corpos.

Essas descobertas sugerem que, sendo seletivo sobre o conteúdo que segue nas redes sociais, você pode criar um ambiente positivo isso é ótimo para sua autoestima.

3. Dê um passo para trás. Embora vários estudos tenham estabelecido uma correlação entre o uso da plataforma social e a baixa autoestima, é algo como uma situação do tipo "o ovo ou a galinha". Enquanto alguns pesquisadores teorizam que o envolvimento com a mídia social pode levar os usuários a ter baixa autoestima, outros especulam que as pessoas que já têm baixa autoestima são mais atraídas para a mídia social, pois podem obter aprovação e reforço positivo de outras pessoas por meio de curtidas, comentários e compartilhamentos.

Entender por que e como você usa as mídias sociais pode ajudá-lo a criar uma experiência mais positiva. Se rolar pelo feed faz você se sentir pior sobre si mesmo, seu tempo pode ser melhor gasto em um hobby diferente - um que faz você se sentir bem e reforça as coisas que você gosta em você.

Por outro lado , se a rolagem diária pelo seu feed traz alegria e faz você se sentir mais positivo, não há motivo para excluir as mídias sociais de sua vida.

Procurando um pouco de positividade? Verifique as páginas do Facebook , Instagram , Twitter e Pinterest da Nutrisystem!

Comentários (4)

*Estes comentários foram gerados por este site.

  • Cesária K Köller
    Cesária K Köller

    Comprei o mês passado, e economizei com qualidade!

  • melissa guebbel
    melissa guebbel

    Atendeu bem as minhas expectativas.

  • heli junckes stipp
    heli junckes stipp

    Estou super satisfeita não existe outra marca melhor !!

  • mirandolina f da cruz
    mirandolina f da cruz

    Simplesmente maravilhoso

Deixe o seu comentário

Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.