Plogging exercicio emagrece e preserva o meio ambiente

Já encontrou pessoas de roupa desportiva a apanhar lixo? Este é um novo desporto que já ganhou o nome e ganhou fãs no Brasil: plogging, uma mistura de atividade física com boas práticas de sustentabilidade.

Como funciona o entupimento

Para praticar o plogging, basta combinar uma prática física geralmente aeróbica, como caminhar e principalmente correr, com a coleta de lixo.

Os grupos geralmente fazem reuniões em praias ou ruas e tomam ekobages para recolher o lixo corretamente durante a viagem. Recomenda-se também que cada participante use uma luva para vários zeros. Tais objetos são essenciais desta forma para evitar o contágio.

Por que juntar e benefícios

O Palling é bastante benéfico para o meio ambiente, é claro: afinal, você ajuda a descartar o lixo que foi espalhado de maneira incorreta. Porém, ainda mais, movimentos de agachar e abaixar para levantar algo no chão servem como um ótimo exercício para alongar o corpo e queimar calorias.

Própria saúde:

Thayanara Fumiyari é educadora física, dona do Centro de Treinamento Viva Melor e idealizadora do “Plogging ES”, que toma a iniciativa de Villa Velha (Espírito Santo). Ela diz que caminhar custa mais calorias do que caminhar.

Além de correr ou mesmo dar uma caminhada mais leve, os participantes agacham-se muito para catar lixo, o que fortalece as articulações e também ajuda a reduzir calorias.

atmosfera:

O Brasil ocupa a 16ª posição no ranking das nações que mais poluem os oceanos. A lista foi divulgada na revista Science por pesquisadores do Center for Ecological Analysis da University of Georgia (EUA) com uma estimativa de 10 milhões de toneladas de plástico acabando nos oceanos a cada ano.

Além disso, um monitoramento realizado desde 2012 pela USP (Universidade de São Paulo) em colaboração com o Instituto Socioambiental do Plástico (Plastivida) constata que 95% dos resíduos encontrados nas praias brasileiras são compostos por plásticos.

Segundo Tiago Cardozo, um dos organizadores do “Plogging ES”, “o próprio ser humano está a contaminar o planeta. Isso é alarmante! Então, a ideia de plogging é um 'formigueiro', com a intenção de que cada vez mais as pessoas ficam conscientes de que o lixo não é para ficar na rua, no chão; e a gente também cria consciência para reduzir a quantidade de lixo gerado ”.

Origem da plogging

A moda começou na Suécia em 2017, quando o ecologista Eric Ahlstrom criou um grupo no seu Facebook para lançar o que chamou de "raça sustentável". Eric juntou-se às palavras "plocka" (que em sueco significa "recolher") e "correr" para criar o termo "plogging", que é um ato de correr lixo.

Popularidade

Plogging nas redes sociais ganhou popularidade porque é uma maneira fácil e sustentável de permitir uma grande participação social, uma vez que geralmente é feito em grupos. Muitas pessoas já compartilharam suas fotos usando a hashtag #plog ou #pagla, com outras pessoas buscando incentivar os cidadãos a aderirem a essa nova moda.

Japoneses na Copa do Brasil em 2014

Você se lembra da cena em que os fãs japoneses recolheram lixo nos estádios durante a Copa do Mundo de 2014 no Brasil? Pois já havia uma semente do que estava se acumulando. O ato chamou a atenção de vários brasileiros, nos quais muitos começaram a se organizar para repetir o ato. Hoje, grupos de plogging estão espalhados por todo o país e ganham cada vez mais adeptos.

Flutuando no Brasil

Thynera e Tiago Espírito Santo são os responsáveis por motivar as pessoas a saírem do sedentarismo - e a criar hábitos sustentáveis e saudáveis. Os organizadores do "Plogging ES", a ideia de trazer a prática para o Brasil, veio de um amigo que mora na Europa e comentou sobre o esporte, que já é bastante comum por lá.

A ação é feita mensalmente e dura uma média de uma hora. Há um treino anterior, especialmente com uma extensão base para a articulação dos membros superiores e inferiores.

Os resíduos são colocados em contentores apropriados, fornecidos pela cidade. No entanto, alguns grupos de plogging no Brasil já estão à procura de outras formas de entregar os artigos recolhidos às associações de reciclagem e tratamento de resíduos.

Há alguma restrição?

Tiago Cardozo afirma: “É muito fácil praticar, porque cada pessoa pode definir os seus limites e respeitá-los. Fizemos as nossas tarefas na praia, por isso, se tiver limites, pode dar um passeio. Lata ".

A educadora física Thaynara concorda e diz que plogging é para todos. Ele apenas aconselha pessoas com problemas nas articulações a procurarem médicos para liberar a atividade, a fim de evitar o risco de lesões.

Mais que uma ação, consciência

Em vez de catar lixo e se exercitar apenas em dias difíceis, os organizadores querem conscientizar o público. Querem despertar nos participantes que o ato de coleta de lixo pode ser aplicado no dia a dia.

"E vai levar o meu cão a passear. Para que eu possa pegar o eco-saco e, no caminho, pegar o lixo espalhado. Ou vou para a casa de um amigo. Em breve decido continuar e vou recolher o lixo espalhado pelo caminho", disse Thaynara. "A ideia é ter ploggers, que são pessoas que se habituaram ao hábito, que carregam o saco de movimento onde vão ver a recolha do lixo como uma prática comum", diz.

Comentários (2)

*Estes comentários foram gerados por este site.

  • luena g. dominoni
    luena g. dominoni

    Ótimo produto! Recomendo!

  • djamila i gonçalves
    djamila i gonçalves

    Gostei muito do produto.

Deixe o seu comentário

Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.